[layerslider id="15"]

Crenças Limitantes

Crenças Limitantes
12 mar 2019

O que fazer quando acreditamos em algo que ainda nem aconteceu? A crença desde os primórdios da existência é algo que nos fortalece a ter o conceito e a convicção desta. No entanto, nem tudo aquilo que aprendemos a acreditar é algo bom, construtivo e fortalecedor.

“Se acredita que pode ou não pode, em ambos os casos estará certo” – Henry Ford

Mas, por que é mais fácil acreditar no que te limita do que no que te impulsiona? A física nos garante que o que está em repouso, permanecerá em repouso até que seja aplicado uma determinada força para movimenta-lo. Ou seja, o esforço é necessário. Sem ação não é possível impulsionar nada nem ninguém. E para sair da inércia, os primeiros a serem movimentados são os nossos pensamentos. O que você pretende conquistar? Onde gostaria de estar e o que te motiva a realizar?

É aqui que as crenças que sempre te limitaram irão se manifestar! Dúvidas, medos, restrições, limitações e tudo aquilo que possa te “travar” vem como um leve sussurro a te perturbar. Não estou falando de prudência, nem de análise, estou sendo específica, em medos que paralisam o desenvolvimento intelectual, pessoal, profissional dentre outros.

A colonização do nosso Brasil, bem como a cultura que nos foi embutida, muitas vezes restringiu o alcance de níveis que são absolutamente possíveis de serem alcançados e superados. Quando se percebe a existência de uma crença limitante, você tem dois caminhos a seguir:

1. QUEBRÁ-LA:
Para quebrar uma crença (algo que você acredita) e que na maioria das vezes não é verdade. (Ex: se você ouviu muito na sua infância que era “Burro”) e olhando hoje a sua vida, suas conquistas e resultados você SABE que isso não é verdade, porém, muitas vezes antes de dar um próximo passo, esta palavrinha vem te desestabilizar (consciente ou inconsciente).
Sabendo da verdade, você pode e deve se posicionar diferente para o seu cérebro, mostrando para você mesmo que isso não é verdade. Fortalecendo as EVIDÊNCIAS da sua inteligência, e resultados que jamais uma pessoa “burra” poderia ter alcançado.
2. SUBISTITUÍ-LA:
Sabendo o que te limita a avançar, você poderá substituir esta crença por algo que o impulsione. (ex: uma pessoa que foi chamada de burro durante sua infância pode classificar para si mesmo o oposto deste adjetivo; “GENIAL” e se concentrar em ser genial naquilo que para ele seja relevante.)

Lembre-se que a maioria dos gênios e grandes empreendedores milionários, foram inferiorizados e ridicularizados antes de se tornarem geniais.

As crenças que hoje te limitam, após serem evidenciadas e trabalhadas, serão as forças que te impulsionarão para as suas melhores conquistas.

Cristiane Almeida

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!