[layerslider id="15"]

Tiroteios em massa nos Estados Unidos é preocupante

Tiroteios em massa nos Estados Unidos é preocupante
15 dez 2018

BRAZILUSA SWFLORIDA 24 CAPAO número de tiroteios em massa nos Estados Unidos continua a subir e a preocupar. Segundo dados do Gun Violence Archive – organização sem fins lucrativos que documenta a violência armada nacionalmente – um total de 293 incidentes de tiroteio em massa ocorreram até 27 de outubro. O episódio em Pittsburgh no último sábado, com diversos policiais feridos, registrou o 294º tiroteio em massa.
Não existe uma definição exata para um “tiroteio em massa”. Porém, de acordo com o Gun Violence Archive, este é descrito como quatro ou mais indivíduos sendo baleados ou mortos no mesmo horário e local. Já o FBI define como a morte de três ou mais pessoas em um local público, ou também como alguém que matou quatro ou mais pessoas no mesmo local.
Ao fazer uma comparação do território americano com o Brasil, o número impressiona. De acordo com o FBI, mais de 11 mil pessoas foram assassinadas a tiros nos Estados Unidos em 2016. Esse valor equivale a um quarto das mortes por tiros registradas no mesmo ano no Brasil. Enquanto as mortes por armas de fogo respondem por 64% do total de homicídios registrados nos Estados Unidos, no Brasil esse número é maior, chegando a 71,6%.
Segundo um levantamento realizado pelo Pew Research Center em 2017, cerca de 40% dos americanos dizem ter pelo menos uma arma. Mesmo que seja difícil saber exatamente quantas estão nas mãos de civis ao redor do mundo, pesquisas apontam que os Estados Unidos lidera o ranking, com 270 milhões de unidades.

Mais tiroteios aumentando a estatística

Mais dois atentados foram registrados, um no sul da Califórnia em um evento country reservado para universitários e outro em uma Sinagoga em Pittsburgh, no estado da Pensilvânia.
“Na manhã de sábado, 27 de outubro na sinagoga Tree of Life Congregation, em Pittsburgh, no estado da Pensilvânia, um homem abriu fogo dentro do templo, durante uma celebração. Segundo a CNN, o atirador deixou pelo menos dez mortos e vários feridos”.
Testemunhas contaram que o atirador gritava que os “Judeus tinham que morrer.” O que indica que a causa do atentado pode ter sido por racismo.
“Ao menos 12 pessoas acabaram mortas em um tiroteio na madrugada de quinta-feira, dia 08 de novembro, em um bar de Thousand Oaks, no sul da Califórnia, nos Estados Unidos. Ao menos 30 tiros foram disparados.”
Até o fechamento desta edição a causa do atentado não tinha sido indicada.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!