[layerslider id="15"]

Duda Veronez, o artista por trás dos famosos painéis coloridos

Duda Veronez,  o artista por trás dos famosos painéis coloridos
05 fev 2019

“A arte deixa a cabeça mais aberta para entender esse mundo que a gente tanto complica”. A fala do artista gráfico e empresário brasileiro Eduardo Ferreira Veronez, mais conhecido como Duda Veronez, explica um pouco do que a arte representa em sua vida. Com mais de 20 anos de carreira e 38 anos de idade, ele é um dos nomes revelação da arte brasileira em solo americano, muito conhecido pelos painéis colorido e cheios de vida que produz.
O processo de criação dos painéis é iniciado ainda em uma folha em branco. “Depois de estudado as pessoas na qual irei produzir, as desenho no papel, depois levo para meus programas gráficos para estudar as cores e não errar, com isso me salva tempo para depois sim poder pintá-las”, explica Duda. Até hoje, ele já retratou figuras como: Fatima Bernardes, Seu Jorge, Elvis Presley, Luis Melodia, Raul Seixas, Marilyn Monroe, Tim Maia, Tom Jobim, Carmem Miranda, Cazuza, além de montar as artes que contornaram as Tvs de Led do Brazilian Fest 2017.
O artista acrescenta que o seu grande diferencial é tentar sempre criar algo único, algo que vá impactar no mercado, sempre em cima dos pilares Dedicação, Estudo e Paixão. Além de artista, Duda também é proprietário de uma gráfica que executa os mais variados serviços na região. “Digo sempre aos meus funcionários que trabalhamos com os sonhos das pessoas, imagine uma pessoa ralar por anos, guardar uma grana para abrir seu próprio negócio, que é o sonho dela, ela não quer que dê errado, e por isso confia no profissional do outro lado. Assim eu tento criar esse elo, então do sonho se tornar real, explicando todo processo que aprendi com o decorrer dos anos”.
A relação de Duda com as artes gráficas surgiu antes mesmo da faculdade, ainda criança, quando aos 15 anos já desenhava e achava que poderia fazer animações como os desenhos da Disney, com isso, e com alguns pequenos trabalhos que produziu para amigos, aprendeu os programas gráficos logo cedo. Nessa época, o irmão do artista gráfico já trabalhava com serigrafia e desenho e a irmã com arquitetura. “Desde cedo eu vi arte dentro de casa e é claro que a minha querida mãe que mostrava meus desenhos para as clientes dela, isso ajudou muito a deixar aguçado o instinto pela arte”.
Duda afirma que o fato de ter crescido com arte, ter estudado e analisado grandes artistas pintores, lhe deu um leque maior de referências para utilizar durante o seu processo de criação. “Não crio peças para ficarem bonitas, as crio com uma base teórica e uso um pouco o lado artístico, um mix que funciona muito bem por estar vivendo na Flórida e aqui sim podemos arriscar sempre ideias e conceitos novos”.
Esse fato foi crucial para que, há 13 anos, Duda decidisse ficar em solo americano. “Como publicitário vi que estava no lugar certo para poder aplicar tudo que aprendi no Brasil, no começo um pouco difícil pela diferença de cultura e a língua, mas depois fui me adaptando e conquistando meu espaço, estudando bastante madrugadas e madrugadas a dentro para poder entender melhor como tudo funcionava aqui no meio publicitário”.
Segundo o artista gráfico, nessa década de América, ele conquistou e aprendeu bastante coisa. “ Aprender a entender o outro lado e tentar ajudar nos seus sonhos é sensacional”. Duda conclui dizendo que ama a arte, vive de arte e aplica arte em tudo que faz. “Isso pode ser percebido na minha gráfica, nas minhas pinturas e na banda Cravo e Canela com minha esposa, que me influencia muito em tudo hoje. Tudo é sempre novo e algo a ser estudado”.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!