[layerslider id="15"]

Desafios no aprendizado do Inglês

Desafios no aprendizado do Inglês
21 mar 2019

“Sem dúvida, há diversos idiomas no mundo; todavia, nenhum deles é sem sentido.
Portanto, se eu não entender o significado do que alguém está falando, serei estrangeiro para quem fala e ele será estrangeiro para mim.” 1 Co 14: 10-11

Ouvi dizer de um amigo, professor de inglês de longa data, que “aprender inglês não é fácil, mas é simples.” De fato, do ponto de vista das estruturas gramaticais, dos vocábulos e dos diversos significados que apenas uma palavra ou verbo pode ter, ele tem razão. Especialmente em se tratando de metodologias que buscam uma produção oral mais imediata. Mas desmistificar a ideia de que aprender inglês é difícil, principalmente para os que estão iniciando seu aprendizado, continua sendo um grande desafio para a maioria dos Teachers.
Se comparamos hoje os ensinos da língua inglesa no Brasil e o nos Estados Unidos e a condição que ambos oferecem para aprendizado, certamente todos afirmarão que estando em solo americano esse aprendizado é mais rápido. Isso é certo e, principalmente, por um motivo muito óbvio: o uso da língua e do que foi aprendido fora do ambiente acadêmico. Um estudante que sai de seu curso de inglês no Brasil e entra na Mc Donald’s para fazer um lanche, fará isso em português. Contudo, estando nos EUA ou em qualquer outro país de língua inglesa, essa opção não existe e a lei de sobrevivência lhe impulsiona a utilizar o inglês que vem aprendendo em sala de aula. Isso é o que chamamos de imersão na língua.
Mas aí ouvimos daqueles nossos alunos menos resilientes: “Orlando é uma cidade que não ajuda o aluno a falar inglês. Todo mundo fala português ou espanhol. Como poderei utilizar o que aprendi fora da sala?”. E por diversas vezes costumo repetir a eles que a opção em dar celeridade no aprendizado, mais específico na conversação, é uma escolha pessoal. Estando ou não em Orlando, a escolha de se colocar a prova em ambientes onde só se fala a língua inglesa e buscar vencer os desafios que encontrarão quando tentar iniciar uma conversa com americanos, será determinante na velocidade que deseja estar fluente no inglês.
Continue apostando no seu aprendizado. Busque profissionais e métodos que te ajudem a simplificar o inglês. Possuo diversos ex-alunos que conseguiram atingir a fluência em curto espaço de tempo porque sabiam quando e onde queriam chegar. Afinal, “English is simple”. God bless you all!

Daniel de Castro

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!