[layerslider id="15"]

2019 chegou e as oportunidades de empreender continuam.

2019 chegou e as oportunidades de empreender continuam.
20 dez 2018

BRAZILUSA ORLANDO 95 CAPAMais um ano se foi e outro chega, nada muda no relógio empresarial, empresas crescem, fecham, são vendidas, prosperam, estagnam etc. e o mais importante, novas oportunidades de empreender surgem.

As tendências de negócios a empreender estão associadas com o momento do mercado, do consumidor e de novas tecnologias disponíveis. Não é uma simples receita de bolo. A seguir relaciono oito oportunidades de empreender em 2019 que apostaria todas minhas “fichas”.

  1. Alimentação alternativa

As condições de intolerância ao glúten e à lactose não surgiram agora, mas enfim o mercado percebeu que há uma fatia considerável a atender.

  1. Biojoias

Marcas de beleza próprias da nossa terra. É a partir desse conceito que o mercado de biojoias cresce e surge como opção interessante para quem deseja ter a sua primeira empresa.

  1. Brechós

Entra ano, sai ano e os brechós não saem de listas de negócios em alta. Mas não chega a ser surpresa, porque reaproveitar o velho em vez de comprar o novo é um conceito que combina bastante com tempos de crise, como agora.

  1. Consertos e reformas

Esse é um setor que repete o entendimento que se aplica aos brechós. Se não há como comprar um artigo novo, melhor e mais barato é consertar ou reformar o antigo. Além da economia, sempre importante no atual cenário, tem ainda o apelo sustentável da ação.

  1. Cosméticos

Quando falamos em repetição entre os negócios em alta, não poderia faltar o empreendedorismo na área de cosméticos e beleza. Afinal, a crise permanente até pode amenizar a necessidade de as pessoas se sentirem bonitas, mas não consegue esfriar o mercado.

  1. Coworking

Há razões diversas para enxergar nos espaços de coworking uma forte tendência para 2019. A primeira delas é o crescente interesse por negócios de economia compartilhada, onde o conceito de dividir é muito forte.

Mas há outro fator que ajuda a impulsionar o segmento: o aumento do desemprego e a crescente procura por opções para trabalhar em casa. Como nem sempre o home-office oferece condições adequadas para atividades profissionais, utilizar um coworking se revela uma ótima alternativa.

  1. Desenvolvimento de aplicativos

Não é de hoje que os apps encheram as nossas vidas de facilidades. Mas há uma inquietação sobre esse mercado: não se sabe até onde ele pode ir, só há certeza de que vai longe.

Os smartphones são cada vez mais uma parte da vida das pessoas, deixando de ser um acessório para se transformar em um item de primeira necessidade. Por isso, aplicativos desenvolvidos com foco em soluções práticas nunca deixam de ter mercado.

  1. Drones (isso mesmo!)

Há aplicações diversas para esses dispositivos voadores, desde operações industriais até o lazer, sem esquecer do seu uso crescente no agronegócio. Não há como deixar a fabricação de drones de fora dos negócios em alta, pois acredita-se que há um potencial ainda inexplorado quanto ao seu uso comercial.

 

Que venha 2019, sucesso a todos! Empreender sempre, desistir jamais!

 

Cláudio Landsberg

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!